Quero ser uma referência pelo meu empenho e entrega


Há quanto tempo jogas basquetebol? Porque escolheste o Algés para jogar?

R:. Jogo basquetebol desde outubro de 2019, mais ao menos há 2 anos. Escolhi o Algés e Dafundo, pois a minha mãe também foi lá atleta e é um clube de referência.


O que significa ser capitã de uma equipa e quais as tarefas mais difíceis?

R:. Acima de tudo, significa uma grande responsabilidade e compromisso, para com as minhas colegas e treinadores. Uma capitã de equipa, na minha opinião, deve cumprir as seguintes funções:

- dar o máximo de entrega dentro e fora dos treinos, sendo um exemplo a seguir

- revelar um bom espírito desportivo (com as colegas, adversários, árbitros e treinadores)

- motivar a equipa e encorajá-la nos treinos e nos jogos

- conversar com as colegas individualmente podendo identificar alguns comportamentos que revelem menos intensidade nos treinos e reverter essas situações

- construir espírito de equipa.

Enquanto capitã, as tarefas que considero mais difíceis são o peso da responsabilidade e o de não querer falhar perante o grupo e também na gestão de alguns pequenos conflitos que possam surgir.


Quais os objetivos das sub16 para esta época e como conseguirão lá chegar?

R:. Como objetivo das Sub 16, para esta época, identifico a evolução técnica e tática, de forma a atingir a melhor classificação no campeonato distrital. Para lá chegar temos que trabalhar arduamente, dar o máximo nos treinos e trabalhar em equipa.


Onde te imaginas a chegar no basquetebol e o que terás de fazer para atingir esse objetivo?

R: Imagino-me a evoluir a cada treino, sendo uma referência pelo meu empenho e entrega ao jogo, dentro da minha equipa e dentro do meu clube. Para atingir esse objetivo tenho que trabalhar e dar o máximo, ouvir os treinadores, ver jogos e ser persistente para melhorar todos os aspetos do jogo.



62 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo