Nuno Rodrigues, Paixão, Competência e Sonhador!

Atualizado: Abr 11


A participação do Nuno Rodrigues, atualmente treinador do Lusitânia - clube sediado em Angra do Heroísmo, na Ilha Terceira, Açores, e que está atualmente no brilhante sexto lugar da Liga Placard e ainda com aspiração e possibilidade de chegar ao quinto lugar - como convidado de honra este sábado na habitual reunião interna do Algés Basquetebol, foi, numa palavra… apaixonante!


E foi sonhador, no mais positivo que tem esta palavra!

Obrigado caro “Grosas”, muito obrigado.


Mais uma conversa formal/informal em tertúlia, partilha e reflexão, com os treinadores e as treinadoras do Algés.

Espeeeeeeeeeeetacular!!!!

Algumas das muitas mensagens importantes que o Nuno Rodrigues nos transmitiu:

. Paixão. Sou um apaixonado por isto.

. Não me interessa quem marca pontos. Interessa-me mais como crescemos todos os juntos, em família.

. Tenho fascínio em dar competências aos jogadores. Nós andamos nesta vida muito para ajudar os miúdos e os jovens. É o que é mais gratificante.

. É necessário ter capacidade física para jogar o jogo dos seniores. E isso tem que ser trabalhado desde jovem.

. O jogo não é a facilidade que se vê na NBA, os jovens têm que saber o quanto difícil é e o quanto têm que trabalhar.

. No trabalho individualizado, foco na massificação mas também foco no específico, com justiça, com ambição e qualidade.

. O nosso papel é ajudar o jogador, e ajudar muito a pessoa.

. Vendemos sonhos, mas temos sonhar com os atletas e eles connosco.

. No trabalho técnico, é decisivo dar inputs para os atletas irem à procura de mais.

. Repete, repete, repete e repete. Essa é, e tem que ser, a rotina.

. Dá-me muito gozo tentar entrar na cabeça dos jogadores. Que eles tenham uma confiança tremenda em ti e que resulte em aquisição de competências. Quando eles acreditam, as coisas acontecem.

. Há impossíveis que se tornam possíveis quando todos acreditamos no mesmo.

. É necessário ajustar os campeonatos da formação, para ser competitivo.

. O treino individualizado na formação é para potenciar as soluções.

. Mais do que desafio e coragem, tenho a ambição de ter e lançar mais jogadores portugueses aqui no Lusitânia.

. Já dormi mal por perder talentos. Isso mexia mesmo comigo.

. É necessário ser muito exigente, ter muita ética no trabalho, e a incessante vontade de aprender.

. No minibasquete eles têm que se divertir, e ganhar literacia motora, às vezes “sem o basquete” muito presente. A cara deles tem que dizer tudo. Adoro ir ao minibasquete e é muito especial para mim.

. Nós, treinadores, temos uma ferramenta fantástica, que é: eles (os atletas) não nos querem desapontar.

. Autenticidade. Decisivo sermos autênticos.

......................................................................................

"Comunicação" é tornar comum. Nuno Rodrigues, mais uma vez obrigado pela tua... "comunicação". Green Power!!!!


V V V SAD ALGÉS ALGÉS ALGÉS!!!!

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo